Como se apresentar numa entrevista de trabalho



Atualmente as empresas se tornam cada vez mais críticas e democráticas ao contratar um funcionário. Pois não basta somente carregar uma folha referta de dados e formações acadêmicas, se o candidato não obtiver postura e bom argumento para responder plausivamente às perguntas outorgadas pela empresa.
Uma entrevista de emprego abrange vários aspectos e avaliações na hora da contratação, foi o tempo em que o candidato apenas respondia um questionário e estava contratado, mas hoje está atitude mudou radicalmente, passando a ser como um ritual.
A maioria das pessoas que vão ser entrevistadas acabam despertando certo nervosismo, por mais que estejam preparadas na esfera acadêmica para assumir o cargo almejado, precisam ser apresentáveis, manter uma postura e um domínio da língua portuguesa.
Para aqueles que se acham preparados evite pausas durante a entrevista para desmerecê-la com ”piadinhas animadoras” e é inadmissível o uso de gírias e erros ortográficos e, sobretudo, de concordância. Outro fator que pode atrapalhar numa contratação empresarial é o candidato contar vantagens próprias, que domina isso e aquilo. A empresa não quer saber de pessoas que possuem bom argumento para falarem de si, a própria empresa certificará as qualidades de um bom funcionário com o tempo, com a experiência.
Outra questão que deve ser analisado é o traje, pois segundo Isabella Ferreira Razaboni, consultora de recursos humanos, o traje pode prejudicar ainda a aparência do candidato, pois revela muito sobre a maneira de agir e o comportamento dele. “Trajes inapropriados para o ambiente corporativo demonstram, no mínimo, imaturidade”.
Para aqueles que acham que vão impressionar pelo traje, talvez essa não seja uma estratégia, a vestimenta pode atrapalhar o desempenho do candidato numa etapa presencial que envolva dinâmica de grupo, pois o “candidato deve ser lembrado pelas suas competências e não pela roupa”, uma vez que a elegância e conforto devem andar junto.
Para as mulheres se recomenda o uso de camisa social de cor clara, calça social preta e sapato fechado de salto baixo. Deve se evitar os ruídos desnecessários de alguns sapatos que emitem ao caminhar e quanto ao uso de saias, atente para o comprimento, pois esta deve estar a quatro dedos abaixo do joelho.
Para os homens, algumas empresas demandam o uso do terno e recomendam-se os modelos clássicos e lisos, sem muita pomba, seguidas de camisas claras e gravatas que não chamem muito a atenção, discretas.
A questão da vestimenta envolve até um olhar filosófico, de como vestir-se adequadamente e evitar exageros desnecessários, como o uso de estampas ou listras, que podem cansar a vista do entrevistador. Brincos e correntes muito chamativas também pode ser um atributo para o desvio da atenção do entrevistador, e aos homens evite o uso desregrado da barba e apresente-se com ela aparada.
Pessoas que possuem tatuagens ou piercings devem ser ocultadas pela vestimenta, uma empresa séria pensa muito a respeito na hora da contratação, sobretudo, para aqueles que são fumantes, as empresas alegam que evitam contratar pessoas com esse hábito, pois tendem a perder algum tempo na hora do trabalho e se ausentam para o uso de tabaco. É uma falta grave na hora da entrevista, os candidatos estarem com odor de tabaco, o entrevistador poderá se incomodar com o mau hálito provindo do vício.
Raramente acontece, mas algumas pessoas extremamente nervosas e ansiosas costumam fazer o uso de bebidas alcoólicas, sendo, portanto desnecessário esta atitude, sendo que a bebida altera a fala e a argumentação do entrevistado.
Portar-se numa entrevista de emprego requer algumas normas imprescindíveis para despertar na empresa interesse na hora da contratação, levando em conta esses critérios, estando o candidato portado de habilidades e vestido adequadamente, deve se atentar para a ansiedade, que psicologicamente esta manifestação é altamente percebida pelo entrevistador, que também pode tornar-se num entrave ou barreira para a contratação.
Sobre questões éticas, ao ser entrevistado evite falar mal da empresa anterior e do chefe, não fica bem o candidato fazer críticas, pois não cabe a ele julgar e o entrevistador pode interpretar essa atitude de forma pejorativa e atentar para o fato de que quando o candidato desligar-se da empresa comentará mal sobre ela. Portanto algumas empresas propõem frases de conscientização, tentando inibir essa atitude própria do ser humano: que é falar mal e nunca o bem. “Se for maltratado no espaço de trabalho, reclame para o superior ou gerente, se agora for bem tratado e elogiado diga para todo mundo.”
Enfim, responde todas as perguntas do entrevistador, e não omita informações, fale sempre a verdade, nunca tenha o execrável hábito de inventar informações que não existe, que está longe de ser real. As empresas olham de uma maneira pesada sobre a veracidade das informações, pois a aparência e outros fatores ainda têm como se modificar a tempo, mas para aquelas pessoas que possuem a prática da mentira, isso pode ser o fator causador de ser dispensado ou não aceito no processo seletivo. 

Por Guilherme Paixão Campelo

tags: emprego, entrevista, empresa, curriculum
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...