Como surgiram o nome das cores?


O mundo é colorido assim como todas as coisas existentes, sendo que as cores, de modo geral não é matéria, mas sim um estado ou fenômeno que é produzido pela visão. As cores formam na nossa retina quando admiramos um objeto ou mesmo a paisagem que nos cerca. Na verdade, o mundo não possui cores, mas são os olhos por meio da luz que deixa o mundo todo colorido.


A origem do nome das cores possui raízes no latim, pois na antiguidade a icterícia deixava as pessoas com a pele amarelada devido a secreção produzida pelo fígado e essa secreção era chamada de "humor amargo". Em latim, o termo amargo significa amargus, sendo que o diminutivo da palavra é amarellus, o que deu origem ao amarelo.

Quanto ao laranja, foram os árabes que em viagem a Europa, trouxeram consigo uma fruta laranja - nárandja (árabe), o que deu origem ao nome da cor laranja.
O branco foi empregado pelos latinos, pois o termo já existia na língua germânica - blank, que em germânico quer dizer, polido.
A cor preta também é originária do latim - appectorare, que significa "comprimir contra o peito". Com o passar do tempo, appectorare se transformou em apretar e acabou em preto, o que é denso, espesso e apertado.


A cor azul é originária de uma pedra preciosa conhecida como lápis-lazuli, sendo que lápis em latim quer dizer pedra e lazuli é de origem árabe - lazurd, o que originou o nome da cor azul.
O marrom originou-se devido a castanha portuguesa, pois devido a cor desse fruto que deu origem a cor marrom.
O cinza originou-se consequentemente devido ao pó que sobra após o fogo, conhecido também como cinza. Portanto, em latim cinisia quer dizer cinzas.


Antigamente para se fabricar tinta vermelha era utilizado um inseto conhecido de cochonilha, que após ser esmagado, se transformava em vermelhão. O vermelho é originário do latim vermiculum, que significa vermezinho. Pois o inseto cochonilha depois de esmagado tinha o aspecto de um verme.
Enfim, o verde é a cor que naturalmente nasceu verde, pois a cor verde também se deve ao latim vivere, que significa estar verde, o que verdeja. O verde para os antigos romanos era aquilo que estava nascendo e ainda não estava pronto.

Por Guilherme Paixão Campelo




Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...