Possui o diabo existência real?


Assim como sabemos que a alma é imortal, o diabo se figura entre um dos personagens mais famosos e temidos de toda a história da humanidade. A ele se denomina o ser que é responsabilizado por todos os males da humanidade. Mas o Satanás é um mito ou uma verdade?
Para esclarecer estas indagações temos que entender primeiramente o termo Satanás, Demônio e outros adjetivos. 
Daimon, na língua grega, significa espírito, divindade. Mas um daimon grego pode ser tanto o bem quanto o mal. Portanto, ao longo da história, sobretudo, após o Cristianismo, este termo foi distorcido radicalmente, passando a especificar um ser completamente maléfico e inimigo de Deus.
O diabo é representado em várias partes do mundo com as mais variadas formas, e muito das vezes ele é representado de maneira extravagante e ridícula. A sua figura possui grande conotação com a Literatura clássica, na pintura, na música e numa infinidade de coisas, como é retratado pelo cinema, nas novelas e por seriados.


Mas até mesmo as antigas religiões, sendo elas as crenças pagãs já acreditava em um ser demoníaco, capaz de produzir danos aos seres humanos, levando-os a exercer poderes físicos e ao mal.
Entre os assírios e babilônios, o diabo era representado por uma figura horripilante, com pés de morcego e alado. Esta representação do diabo pode ser vista no Museu de Paris, onde se encontra o diabo dos assírios, descoberto mediante escavações na Babilônia.
Mas até hoje não se sabe ao certo como o demônio seria representado, há muitas especulações teológicas e filosóficas de como seria o diabo. Mas, o Cristianismo propagou ao longo da história, que o diabo é um ser horrível, possuidor de chifres e com cauda, cheirando a enxofre e habita o inferno - de inferos, nas profundezas.


Também na tradição Cristã, é Lúcifer que se tornou  diabo, após uma disputa celestial, ao qual o principal anjo de Deus desejava tomar o trono divino e foi expulso por Deus do reino dos céus e com ele foram expulsos bilhões de anjos, aos quais passarão a seguir Lúcifer e habitantes do inferno.
Estas sao representações medievais que ainda perduram hoje em dia. A ideia do demônio na sociedade ainda é uma tradição muito forte. As pessoas em sua maioria temem a existência de um ser maléfico e evitam qualquer tipo de argumento sobre o demônio.
Contudo, pode se deduzir que o demônio é meramente uma criação da mente humana, não tendo existência própria, mas sim a mente dos seres humanos que dão existência ao diabo, uma vez que as coisas existem na mente e as coisas só passam a existir quando damos existência a elas e o demônio seria uma dessas existências mentais.



Por Guilherme Paixão Campelo


Guilherme Paixão Campelo é filósofo e escritor. Escreve artigos para diversos sites e blogs na internet, além de escrever sobre vários assuntos. Possui três livros publicados: Tratado sobre a Existência de Deus - Segundo a evolução do Espírito; Reflexões para uma Nova Filosofia - Do Pensamento a evolução do Espírito e  Complexo de Gramática Latina.

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...