Resumo de livros: Eurico, o Presbítero - Alexandre Herculano


Eurico e Hemengarda amam-se com violenta paixão. Entretanto, ele embora seja um gardingo (nobre, entre os visogodos), não o orgulho do pai dela, Favila, duque da Cantábria, que impede o casamento. Abandonando a corte de Toletum, Eurico torna-se presbítero (sacerdote), passando a viver retirado em Cartéia, pequena cidade próxima de Calpe (Gilbratar). Por essa época, os árabes invadem a península. O exército visogodo é derrotado às margens do rio Críssus. Nesta grande batalha um cavaleiro misterioso, vestido de negro, é o último a se retirar, lutando com tal ímpeto e coragem, que os árabes mesmo vitoriosos, passaram a temê-lo supersticiosamente. É o presbítero de Cartéia, que, sempre incógnito, une-se posteriormente, nas montanhas, à resistência chefiada por Pelágio, irmão de Hemengarda. Esta, por sua vez, fora aprisionada pelos árabes durante o ataque ao convento em que se refugiara. O Cavaleiro Negro, chefiando dez homens de Pelágio, consegue resgatá-la do acampamento de Abdulazis, o amor que tomara por escrava. Eurico revela, enfim, sua identidade, mas está impedido de unir-se a Hemengarda devido aos votos sacerdotais. Já bastante atormentada por longos sofrimentos, Hemengarda não suporta as emoções da revelação e enlouquece. Eurico, na batalha de Auseba, quando os visogodos estão vencendo, desaparece propositalmente no meio dos inimigos.

Por Rende Così

Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...