Como fazer a oração da umbanda


A Umbanda consiste numa religião brasileira que absorve outras crenças em sua doutrina, como tradições Católicas, Espíritas e religiões africanas.



Mas é na Igreja Católica que a Umbanda absorveu grande parte do credo romano, inclusive a adoração a alguns santos católicos: São Sebastião (Ogum) e Nossa Senhora, conhecida como Iemanjá.
O termo Umbanda significa literalmente “sacerdote” ou aquele que faz curas (curandeiro) e seus fundadores são Zélio de Moraes e Caboclo das Sete Encruzilhadas.

  • A Umbanda possui vários segmentos, ao contrário da visão negativa da maioria das pessoas, que interpretam a Umbanda como sendo algo do mau, relacionados à magia negra.
  • A Umbanda acredita numa entidade Universal (Deus), que é conhecido como Zambi;
  • Possuem alguns valores básicos (valores humanos): fraternidade, caridade e respeito. Para a Umbanda, a caridade é o maior dos direitos existentes;
  • Culto aos orixás, pois estes seres são manifestações divinas, pois os orixás são confundidos com elementos da natureza ou a própria personalidade humana;
  • Os seguidores da Umbanda acreditam em Guias e suas manifestações como auxiliares de trabalhos espirituais;
  • A Umbanda defende a imortalidade da alma, que o corpo se decompõe, enquanto que alma nunca perece;
  • A crença na hipótese da reencarnação e também a Umbanda acredita nas leis cármicas.


Alguns santos católicos que fazem parte da Umbanda:
1. Santo Antônio – Exu (no Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, é
conhecido também como Bará);
2. São Bartolomeu – conhecido na Umbanda como Oxumaré;
3. São Sebastião – Oxossi;
4. Santa Bárbara – Iansã;
5. São Roque – Omulu;
6. Jesus Cristo – Oxalá;


Oração da Umbanda
Oração a Iansã
“Iansã, mãe e senhora dos ventos e tempestades, das horas aflitas e das almas perdidas.
Dona de todas as direções.
Operosa divindade em prol dos desígnios dos filhos de caídos sem norte e
vontade.
Piedade para nós, criaturas que vivemos, à beira das tentações, dos abismos, alheios ao
amor do pai Olorum.


Mãe empresta-nos tua decisão e tua coragem, para o encontro do nosso próprio ser.
Daí-nos um roteiro de esperança e triunfo.
Erradicai a pobreza dos nossos sentimentos, orienta-nos para a verdade, dentro do
caminho de devoção ao supremo doador.
Encoraja-nos senhora dos raios, para que nossa própria mente, siga uma só direção:
amar a Olorum.
Êparrei Iansã!”

 

Oração a Iemanjá
“Oh! Doce, meiga e querida mãe Iemanjá, vós permitistes que no meio de vossa morada se formassem as primitivas formas de vida, que foram o berço de toda a criação, de toda a natureza e de toda a humanidade, aceitai nossas preces de reconhecimento e amor.
Oh! Visão divina e celestial, que os lampejos que emanam de vosso diáfano manto de estrelas venham, como benéficas vibrações espirituais, aliviar os nossos males, curar os doentes, apaziguar os nossos irmãos irados, consolar os corações aflitos.
Que as flores e oferendas que depositamos em vosso tapete sagrado, sejam por vós aceitas e quando entrarmos nas águas para vos ofertá-las, seja as ondas do mar portadoras de vossos fluídos divinos.
Fazei, senhora rainha das águas, com que a espuma das ondas em sua alvura imaculada traga-nos a presença de Oxalá, limpe os nossos corações de todas as maldades e má querência.

Por Guilherme P. Campelo


*Este artigo foi publicado em outros sites e blogs
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...